Saiba mais sobre hipotireoidismo

Se você acompanha o Big Brother Brasil 22, deve estar sabendo do sono exagerado da participante Maria. Ela revelou que sofre de hipotireoidismo, e que descobriu a doença durante a pandemia da covid-19. Mas você sabe que doença é essa?

Ela acontece quando há pouca produção de hormônios na glândula tireoide. Essa glândula regula a função de órgãos importantes do nosso corpo, como coração, cérebro, fígado e rins. Tem, portanto, um papel importante no equilíbrio do corpo.

E o que essa falta de hormônio causa?

Além do sono, também podem aparecer:

  • dificuldade para acordar de manhã;
  • fala arrastada;
  • coração batendo mais devagar;
  • problemas no intestino;
  • queda de cabelo;
  • pele ressecada;
  • pernas inchadas;
  • ganho de peso;
  • esquecimento;
  • sinais da depressão;
  • queda de pelos.

De onde vem tudo isso? A causa mais comum está no nosso próprio sistema de defesa, quando este ataca a tireoide. Não se sabe ainda o que causa esse tipo de ataque a órgãos saudáveis. Mas há outros motivos possíveis para a doença, como tratamentos contra alguns cânceres, infecções por vírus e o pós-parto.

Trata-se de um mal silencioso. É bem possível que a pessoa tenha os sintomas e não saiba que tem a doença. Por isso, é importante procurar um médico se estiver sentindo algo estranho.

Como tratar?

O tratamento é à base de comprimidos de hormônio, que o doente deve tomar todos os dias em jejum. Em geral, isso se estende por toda a vida. Se os sintomas não sumirem, é preciso ver se há algum problema, ou prestar atenção nos próprios hábitos. Pode ser que sua rotina esteja atrapalhando as coisas.

Se a causa da doença for baixa imunidade, a dica é manter hábitos saudáveis e saber controlar suas emoções. Estresse, nervosismo e outros sentimentos podem trazer problemas às defesas do seu corpo.

Sem uma boa análise e um bom tratamento, podem vir coisas terríveis. Entre elas, demência, estado de coma e queda de ritmo do coração.

Se sente que algo vai mal, procure ajuda. Não perca tempo. Não tenha medo.

Fontes de referência: VivaBem, E+, SBEM, Manuais MSD, Univali

Compartilhe:

Você também pode gostar destes

Skip to content