Página Principal/Notícias/Esclarecendo algumas dúvidas sobre “Botox”

Esclarecendo algumas dúvidas sobre “Botox”

A aplicação é um procedimento não invasivo e tem finalidade estética e clínica, podendo ser realizado de forma rápida e segura por um dermatologista ou cirurgião plástico.
por , 13 de abril de 2018

site matéria botox

A toxina botulínica do tipo A é popularmente conhecida como Botox, porém este é o nome fantasia criado por uma das empresas fabricantes do produto.

Sua aplicação é um procedimento não invasivo, que pode ser realizado em uma visita ao consultório do dermatologista ou cirurgião plástico, em alguns minutos, não restringindo suas atividades do dia a dia.

Ao contrário do que muitos imaginam, o botox pode ser utilizado para outras finalidades além da estética. É comum o uso do produto para pacientes que apresentam quadro de hiperhidrose, bruxismo, paralisia facial e cefaleia tensional, uma das formas mais comuns de dor de cabeça causada por tensões musculares.

Para esclarecer dúvidas comuns dos pacientes, o cirurgião Plástico e cirurgião crânio-maxilo-facial, Dr. Ricardo da Fonseca, e a – dermatologista, Dra. Laura Araújo Serpa, responderam a algumas perguntas sobre o procedimento:

 

1) A toxina botulínica tem efeito imediato? Quanto tempo dura?

Não. O efeito do fármaco começa a ser sentido pelo paciente 48 horas após a aplicação e atinge seu efeito pleno com 14 dias. A duração varia de acordo com o indivíduo, mas a indústria farmacêutica define como um período em torno de 120 – 180 dias.

2) A toxina botulínica é utilizada apenas para corrigir rugas?

Não. Originalmente, e ainda hoje, ela é utilizada para tratar também espasmos musculares, podendo ser aplicada em crianças e adultos com este objetivo. Outro uso muito eficaz da toxina é para o tratamento de hiperidrose, que é o suor excessivo, que pode ocorrer nas axilas, palmas das mãos e plantas dos pés.

3) A toxina botulínica pode levar a vício ou dependência?

Não existe dependência química ou física relacionada ao uso deste medicamento.

4) A toxina botulínica pode aumentar o volume dos lábios e bochechas?

Não. Ela não tem efeito de preenchimento, apenas de bloquear a contração muscular, evitando o aparecimento das rugas de expressão. Por isso ela é incapaz de aumentar o volume das áreas onde é aplicada.

5) A toxina botulínica pode paralisar o rosto deixando a pessoa sem expressão?

Sim. Porém, quando feita por médico habilitado, dermatologista ou cirurgião plástico, a toxina trata as rugas, minimizando apenas os movimentos que as causam. Assim algumas expressões faciais, como de raiva por exemplo, ficam diminuídas.

6) Existem cremes com resultados similares a toxina botulínica?

Nenhum creme vendido hoje no Brasil é capaz de tratar as rugas de expressão com o mesmo resultado.

7) A toxina botulínica pode deixar o paciente com o rosto esticado?

Não. Ela apenas bloqueia o movimento de alguns músculos da mímica facial, não sendo capaz de esticar. Serve apenas para impedir as rugas que surgem com os movimentos, como ao franzir a testa, fechar os olhos com força, contrair as sobrancelhas etc.

8) A toxina botulínica é capaz de tratar o “bigode chinês”?

Não. Rugas fixas, ou seja, já marcadas no rosto em repouso, como o “bigode chinês”, “pés de galinha” profundos ao redor dos olhos e o “código de barras” no lábio não são resolvidos com a toxina botulínica. Estas rugas podem ser amenizadas se a musculatura que as causas forem tratadas, mas não somem apenas com este tipo de tratamento. O tratamento para o “bigode chinês” depende de uma avaliação minuciosa, podendo ser com uso de preenchedores ou outros procedimentos como o lifting facial.

9) A toxina botulínica pode substituir uma cirurgia plástica?

Não. Porém seu uso pode retardar a necessidade de procedimentos mais invasivos como o resurfacing e o lifting facial, já que minimizando a formação de rugas de expressão o paciente fica com uma aparência mais jovem.

10) Tem idade mínima para aplicar a toxina botulínica?

Não. Todavia para fins estéticos a indicação está restrita a pacientes que formam rugas de expressão, geralmente após 20 – 30 anos de idade. Quanto mais cedo o paciente iniciar o tratamento, mais tarde haverá necessidade de uma cirurgia para fins de rejuvenescimento facial.


consulta oftalmo

Compartilhe

Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>