Novembro Azul: Vamos falar sobre o câncer de próstata!

No mês em que acontece a mobilização da sociedade para falar sobre a saúde do homem, o tema que mais gera dúvidas é o CÂNCER DE PRÓSTATA por isso vamos explicar aqui o que é câncer de próstata e quais os sintomas e causas da doença.

A causa exata do câncer de próstata é desconhecida, o que se sabe até o momento é que a doença tem início a partir de uma série de mutações genéticas no ‘DNA’ de uma célula desse órgão fazendo com que ele cresça e se divida de forma descontrolada.

Além disso, a doença pode surgir por uma combinação de diversos fatores. Segundo especialistas, ter um ou vários fatores não significam que a pessoa terá a doença. Há relatos de pessoas que contraem a doença sem necessariamente estar sujeitas a nenhum fator de risco conhecido. Pode acontecer da pessoa com câncer de próstata ter algum fator de risco, e ele não necessariamente ter contribuído para o desenvolvimento da doença. Por essa peculiaridade é que o câncer de próstata deve ser levado a sério, especialmente quando falamos nos fatores de risco.

Os fatores que podem levar a uma pessoa desenvolver câncer de próstata ou aumentar a probabilidade de ter a doença podem ser divididos em: fatores de risco comuns e possíveis fatores de risco. O primeiro está relacionado às condições associadas a um risco aumentado de desenvolver o câncer de próstata, mas que não necessariamente causam a doença, tais como a idade e a raça. Cerca de 80% dos homens são diagnosticados após os 65 anos. É raro ocorrer antes dos 40 anos e, quando diagnosticado em homens mais jovens, está geralmente associado ao histórico familiar da doença. Na questão da raça, especialistas identificaram que os homens da raça negra têm um risco maior de desenvolver câncer de próstata do que os de outras raças e são mais propensos a desenvolver a doença em uma idade jovem. Nos homens da raça negra, o câncer de próstata também tende a ser mais agressivo.

Já os “possíveis fatores de risco”, podem ser: dieta rica em carnes vermelhas e laticínios; exposições ambientais a agentes químicos como cádmio, herbicidas, pesticidas e fumaça; deficiência de vitamina D / exposição ao sol e prostatite. Há ainda os “outros fatores de risco potenciais para o câncer de próstata”, que incluem: vasectomia, imunossupressão, obesidade, histórico familiar, mutações e síndromes genéticas.

Importante ressaltar que, independentemente de ter (ou não) um histórico familiar de câncer de próstata, é importante entender o que é o câncer hereditário ao considerar o risco de qualquer categoria de câncer.

O câncer de próstata possui 90% de hipóteses de cura, quando diagnosticado precocemente e ainda em estágio inicial. Por isso a importância de realizar exames investigativos regularmente, caso esteja indicado.

Cuide-se e previna-se!

Referências: Ministério da Saúde / Instituto Nacional do Câncer (INCA)

Compartilhe:

Sobre o autor

Comunicação Santa Casa de Curitiba

Com o objetivo de divulgar e levar mais transparência a pacientes, colaboradores, médicos, operadoras de planos de saúde, órgãos públicos e público em geral, a ISCMC conta com uma equipe de Comunicação e Marketing, que é responsável em zelar pela imagem da instituição, que há mais de 140 anos é respeitada e reconhecida em toda a sociedade.

Você também pode gostar destes

Skip to content