Santas Casas e hospitais filantrópicos mobilizam a população

O Movimento Nacional ‘Acesso à saúde – Meu direito é um dever do Governo’ continua na segunda-feira, dia 13/7, com o Dia D Estadual da Saúde. Nesta data, as Santas Casas e hospitais filantrópicos promoverão encontros estaduais em todo o país para mobilizar a sociedade em favor da saúde pública no Brasil.

Movimento Nacional promove o “Dia D Estadual da Saúde” em 13 de julho.

O Movimento Nacional ‘Acesso à saúde – Meu direito é um dever do Governo’ continua na segunda-feira, dia 13/7, com o Dia D Estadual da Saúde.  Nesta data, as Santas Casas e hospitais filantrópicos promoverão encontros estaduais em todo o país para mobilizar a sociedade em favor da saúde pública no Brasil. A manifestação paranaense será realizada às 10h, em audiência pública na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), que fica no Anexo B – 3º Andar.

Na ocasião, gestores vão apresentar detalhes sobre a situação financeira das entidades para autoridades locais, profissionais de saúde, representantes de instituições civis e para a população. “Em 2014, a dívida acumulada global do Setor foi acima de R$ 17 bilhões, e este valor só tende a crescer. Este rombo está asfixiando os hospitais e a rede filantrópica corre risco de colapso”, afirma Edson Rogatti, presidente CMB (Confederação das Santas Casas de e Hospitais Filantrópicos)

O problema tem origem remuneração dos serviços prestados ao SUS, que está bastante defasada. Por exemplo, um hospital filantrópico recebe do SUS R$112,66 por um exame de colonoscopia, enquanto que os planos de saúde suplementar pagam R$391, em média. “Além disso, nossas unidades têm um teto aprovado pelo Governo Federal para atender. Se o contrato autoriza 5 colonoscopias por mês, o exame realizado num sexto paciente pode não ser pago pelo SUS, aumentando ainda mais os custos dos hospitais”, explica Rogatti.

Paraná

Para se ter uma ideia do rombo causado pela defasagem da tabela SUS, um levantamento recente da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (Femipa) indicou que dos 59 afiliados, 38 instituições somam mais de R$ 1 bilhão em dívidas. Desse total, a maior parte é com empréstimos bancários (R$ 319 milhões), seguida pelos valores devidos a fornecedores (R$ 233 milhões) e pelos tributos (R$ 157 milhões).

“Precisamos somar forças e buscar o apoio da população, das autoridades e também dos secretários municipais de Saúde e do secretário estadual, Michele Caputo Neto. Queremos reivindicar ao Ministério da Saúde mais recursos para o SUS”, afirma o presidente da Femipa, Luiz Soares Koury.

No Dia D Estadual da Saúde não haverá paralisação, somente será apresentada a situação das instituições para a população e para a autoridades estaduais. No dia 4/08, o movimento segue para Brasília, onde será realizado o Dia D Nacional da Saúde.

Diversas autoridades já foram convidadas para a audiência do dia 13 de julho, entre eles o secretario Estadual de Saúde, Michele Caputo Neto; o secretario Municipal de Saúde, Adriano Massuda; o presidente do Conselho Estadual de Saúde, Antonio Garcez Novaes Neto; o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo; o presidente da OAB-PR, Juliano Jose Breda; o presidente da Associação Comercial do Paraná, Antonio Miguel Espolador Neto; o presidente do Conselho Regional de Medicina do Paraná, Luiz Ernesto Pujol; o presidente da Associação Médica do Paraná, João Carlos Gonçalves Baracho; a presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Paraná, Simone Aparecida Peruzzo; a presidente da Associação Brasileira de Enfermagem – Seção Paraná, Denise Faucz Kletemberg; o presidente do Conselho Regional de Farmácia, Dr. Arnaldo Zubioli; o presidente da Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado do Paraná (Fehospar), Renato Merolli; representantes da Associacao dos Hospitais do Estado do Paraná (Ahopar) e do Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado do Paraná (Sindipar); o procurador de Justiça Marco Antonio Teixeira, que é coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção a Saúde Pública; além de todos os vereadores de Curitiba, deputados estaduais, deputados federais e senadores do Paraná.

 

O movimento

O Movimento Nacional tem como principal missão divulgar a realidade das instituições e promover a mobilização em torno do tema. No último dia 29/06, aconteceu o Dia D Municipal da Saúde no qual as entidades de todo o Brasil fizeram um ato em seus municípios prol da saúde pública

Serviço

Movimento Acesso à Saúde – Dia D Estadual
Horário: 10h
Local: Sala das Comissões da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) – Anexo B – 3º Andar – Pc NS Salete, 1 – Centro Cívico
Mais informações: www.femipa.org.br ou (41) 3027-5036

Compartilhe:

Sobre o autor

Comunicação Santa Casa de Curitiba

Com o objetivo de divulgar e levar mais transparência a pacientes, colaboradores, médicos, operadoras de planos de saúde, órgãos públicos e público em geral, a ISCMC conta com uma equipe de Comunicação e Marketing, que é responsável em zelar pela imagem da instituição, que há mais de 140 anos é respeitada e reconhecida em toda a sociedade.

Você também pode gostar destes

Skip to content