Fim de ano: cuidados com a azia

Mais um ano vai chegando ao fim. Época de ceia de Natal e de Ano-Novo. Tempo de muita comilança. E, com os exageros, é maior o risco de azia.

Azia. Uma palavra que você já deve ter ouvido muito em comerciais de televisão, especialmente de remédios. Mas você sabe exatamente o que é isso?

O que causa esse mal é um retorno dos ácidos do estômago. Assim, seu principal sintoma é uma sensação de queimação que começa abaixo do peito e vai até à garganta. Outros sinais que merecem atenção são:

  • má digestão;
  • sensação de estômago cheio;
  • arrotos frequentes e repentinos;
  • gosto azedo ou amargo na boca.

E o que pode causar a azia? Alguns fatores que podem contribuir são:

  • fumo;
  • bebidas com cafeína (café, refrigerantes, chás, chocolate etc.);
  • grandes volumes de alimentos;
  • gravidez;
  • alimentos gordurosos, picantes ou frutas cítricas (laranja, limão etc.);
  • estresse;
  • alguns medicamentos;
  • deitar-se após as refeições;
  • beber líquidos durante as refeições, especialmente bebidas com gás;
  • excesso de peso;
  • bebidas alcoólicas;
  • atividades físicas (ioga, pilates, abdominais etc.)

Aqui estão algumas dicas que você pode seguir para aliviar o problema:

  • evitar os alimentos que provocam azia;
  • consumir alimentos de fácil digestão;
  • reduzir a quantidade de comida nas refeições;
  • deitar-se duas horas após a última refeição;
  • não beber ao mesmo tempo em que come;
  • não pular refeições ao longo do dia;
  • evitar a obesidade ou o excesso de peso.

Mas não se esqueça daquela mensagem que vem sempre no fim dos comerciais de remédios: “se persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.” No caso, o gastroenterologista. Procure-o se os sintomas forem frequentes ou estiverem incomodando.

Conte com o serviço de Gastroenterologia da Santa Casa. Marque sua consulta ligando (41) 3207-3215.

Fontes de referência: Tua Saúde (1) (2), Portal Uai, Doctoralia

Compartilhe:

Você também pode gostar destes

Skip to content