Lombalgia: especialista dá orientações sobre como cuidar da dor nas costas

Essa é uma das principais queixas no consultório médico e é importante manter uma qualidade de vida saudável e fazer exercícios físicos

Sabe aquela dor nas costas depois de um longo dia no trabalho? Ou mesmo quando ficamos o dia todo em pé. A lombalgia pode ser causada por diversos fatores, entre eles a má postura, inflamação ou a hérnia de disco. A dor prejudica o cotidiano das pessoas impactando direto na qualidade de vida. O Dr. Guilherme Bello, ortopedista da Santa Casa de Curitiba, dá dicas para nós de como cuidar e evitar esse mal. 

A dor na lombar está diretamente ligada aos estiramentos musculares e ligamentares, doenças dos discos vertebrais, artrose na coluna e osteoporose. “A dor lombar é uma das principais queixas no consultório médico e pode variar desde uma dor muscular até uma sensação do tipo queimação ou facada”, explica o Dr. Bello. 

O diagnóstico pode ser feito pelo médico ortopedista através de exame clínico ou mesmo exames complementares de imagem. Além disso, a conversa com o profissional pode afastar possíveis condições clínicas que possam parecer ser uma dor lombar de origem musculoesquelética. 

Não somente esses fatores, a osteoporose pode ser catalisadora da lombalgia. “Ossos mais fracos podem ocasionar fraturas até após um trauma mínimo ou de forma espontânea”, comenta o profissional. Mas, o exame de densitometria óssea, usado para diagnosticar a osteoporose, deve ser solicitada conforme os critérios de cada paciente. O Dr. Guilherme ainda lembra: “A lombalgia é bem democrática, pois pode aparecer em qualquer idade e as causas podem variar de acordo com cada faixa etária”, explica. 

Os tratamentos

O tratamento ideal é de acordo com cada condição que esteja causando a dor lombar. No entanto, de forma, geral, exercícios aeróbicos regulares de baixo impacto e atividades que fortalecem a musculatura abdominal e das costas são benéficos para evitar o aparecimento da doença ou recorrência dos sintomas. “Todas essas atividades devem ser realizadas conforme a orientação médica para cada paciente”, comenta o doutor.

E claro, as orientações de prevenção são aquelas que alguns já conhecer. Cuidar da saúde da coluna significa manter-se ativo, parar de fumar, cuidar do sobrepeso e prestar atenção a nossa postura. “Evite levantar pesos forçando a coluna, quando estiver sentado ou em pé, note como está a sua postura e claro, consulte sempre um ortopedista de confiança”, finaliza o Dr. Bello.

O Hospital Santa Casa de Curitiba conta com uma equipe especializada de ortopedia. O tratamento consiste em métodos clínicos, físicos e cirúrgicos para tratar lesões e deformidades dos ossos, dos músculos, dos tendões, das articulações e ligamentos e de tudo o que é relacionado ao aparelho locomotor, ao sistema esquelético e estruturas associadas.

Compartilhe:

Sobre o autor

Comunicação Santa Casa de Curitiba

O setor de Comunicação e Marketing da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba é responsável pela gestão dos canais oficiais das unidades administradas, incluindo o Hospital Santa Casa de Curitiba.

Com uma equipe multidisciplinar e especializada, periodicamente publicamos conteúdos de saúde e bem-estar para a população.

Você também pode gostar destes

Skip to content