Coronavírus: o que é como prevenir

No mundo, já são diversos casos confirmados de pessoas infectadas com o novo agente do Coronavírus. Apesar de ter sido identificado recentemente na China, na cidade de Wuhan, foram divulgados quatro casos suspeitos no Brasil: dois em Curitiba (PR) – ambos já foram descartados – um em Belo Horizonte (MG) e outro em Porto Alegre (RS). Em todos eles, os pacientes com a suspeita do contágio passaram pela cidade chinesa.

Devido à possibilidade de contágio que possa existir dentro do país, a Santa Casa de Curitiba, por meio do Núcleo de Epidemiologia e Controle de Infecção Hospitalar (NECIH), realizou nesta quarta-feira (29), treinamentos voltados a todos os colaboradores sobre o fluxograma de possíveis casos e formas de prevenir o contágio da doença.

Segundo a médica Infectologista do Hospital, Dra. Viviane Macedo, esse novo agente causador já acometeu mais de seis mil pessoas em todo o mundo, em menos de um mês do registro do primeiro caso, ocorrido no dia 31 de dezembro. “É altamente contagioso e já registrou três vezes mais casos que em outros surtos dos Coronavírus”. No entanto, o número de mortes é menor, registrando 2% dos casos confirmados com letalidade.

SINTOMAS

Os sinais da doença são muito parecidos com um resfriado. O paciente pode apresentar um quadro de febre, cansaço, tosse e dores musculares. Em um quadro mais severo, o paciente pode apresentar doenças cardiopulmonares, incluindo a pneumonia, afetando principalmente pessoas com o sistema imunológico comprometido ou idosos. “Mas, em alguns casos, a pessoa pode apresentar um quadro mais grave já na descoberta do contágio”, explica a médica.

Durante o treinamento, a infectologista ainda mostrou aos colaboradores da Santa Casa as formas de constatar e comunicar os casos para os órgãos competentes. Além disso, também explicou como funciona a prevenção dentro do hospital ao atender um caso suspeito.

PREVENÇÃO

Ainda não existe vacina para a prevenção do novo Coronavírus, por isso, as formas de prevenir o contágio estão relacionadas com a higienização de mãos e locais contaminados. Abaixo algumas orientações gerais de prevenção:

  • Faça uma higienização de mãos frequente, com álcool 70% ou com água e sabão;
  • Cubra o nariz e a boca para espirrar ou tossir com o braço ou com lenço;
  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca enquanto não higienizar as mãos;
  • Não compartilhe objetos pessoais, como talheres, pratos e copos;
  • Mantenha os ambientes bem ventilados;
  • Evite o contato com pessoas tossindo ou espirrando, no mínimo um metro e meio;
  • Higienize/limpe superfícies sempre antes de utilizar, pois o vírus pode ficar nas localidades por pelo menos sete dias;
  • Evite viajar para locais em que há casos confirmados da doença.

CORONAVÍRUS

É um novo vírus do grupo de Coronavírus – que reúne agentes infeciosos que provocam sintomas de resfriado e doenças mais graves respiratórias, como no caso da Sars (sigla em inglês para Síndrome Respiratória Aguda Grave), que ocorreu também na China e espalhou-se rapidamente por diversos países em 2002; e da Mers (Síndrome Respiratória do Oriente Médio), que atingiu o continente Asiático em 2012.

 
Compartilhe:

Sobre o autor

Comunicação Santa Casa de Curitiba

Com o objetivo de divulgar e levar mais transparência a pacientes, colaboradores, médicos, operadoras de planos de saúde, órgãos públicos e público em geral, a ISCMC conta com uma equipe de Comunicação e Marketing, que é responsável em zelar pela imagem da instituição, que há mais de 140 anos é respeitada e reconhecida em toda a sociedade.

Você também pode gostar destes

Skip to content