Página Principal/Notícias/Testes rápidos para Covid-19 seguem sendo realizados neste feriado

Testes rápidos para Covid-19 seguem sendo realizados neste feriado

por , 10 de junho de 2020

A Santa Casa de Curitiba, com atendimento no drive-thru e domiciliar, atenderá em todo o mês de junho

O Hospital Santa Casa de Curitiba continuará atendendo no drive-thru de testes rápidos para a Covid-19 em todo o mês de junho, inclusive no feriado desta quinta-feira (11). O horário de funcionamento do sistema montado, em parceria com a empresa MedMe, é das 8h30 às 18h, na Avenida Visconde de Guarapuava, 3.170, no Centro.

Além do drive-thru, os exames também são realizados pelo programa Santa Casa na sua Casa, com a modalidade de atendimento em domicílio (home care) para pelo menos cinco pessoas agendadas. O agendamento pode ser feito pelo WhatsApp da MedMe: (41) 3079-0945, pelo aplicativo da empresa ou pelo site: www.medmefarmacias.com.br. Em ambos os atendimentos, o valor do teste é de R$ 200, podendo ser parcelado em até 3x sem juros no pagamento antecipado.

O teste detecta se a pessoa teve contato com alguém infectado em até três semanas e se está com Covid-19 no momento (IGG e IGM). Após o resultado do exame, todos recebem orientações de como realizar o isolamento, evitando outros infectados, e como buscar ajuda médica.

Uma mulher de 29 anos, que preferiu não se identificar, realizou o teste rápido no drive-thru junto com uma parte da família. Ela destacou a importância do drive-thru para a segurança dela e da família. “Não estar em um ambiente onde há circulação de muitas pessoas e estar no carro dá uma sensação maior de segurança, e é muito prático e rápido o atendimento”, relata.

O diretor-geral da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba (ISCMC) destaca a importância do diagnóstico precoce para a diminuição de novas pessoas infectadas. “Considerando que cada paciente diagnosticado e orientado poderá prevenir, em média, seis novas pessoas de serem infectadas, contribuímos para uma redução imediata no número de novos casos por meio dos testes rápidos”, reforça.

Compartilhe