Página Principal/Notícias/Santa Casa implanta SAE

Santa Casa implanta SAE

A assistência ficará mais completa, sistemática e complementar
por , 31 de maio de 2019

Começou, nesta semana, a implantação da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) na assistência do Hospital Santa Casa de Curitiba. A aplicação da SAE ao trabalho da enfermagem na unidade é um marco para melhorias na gestão, na humanização do atendimento e na padronização da assistência como um todo.

A SAE é uma metodologia que auxilia o profissional de enfermagem, segundo a Resolução 358/2009, do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), para a aplicação de organização quanto ao método, equipe e instrumentos, o que torna o processo operacional de enfermagem possível. Sua implementação nas unidades hospitalares proporciona, acima de tudo, maior segurança aos pacientes e aos próprios profissionais.

IMPLANTAÇÃO

O processo de aplicação da SAE na Santa Casa iniciou na última quarta-feira (29), oficialmente, com treinamentos realizados pela Comissão da SAE aos enfermeiros das unidades. Ana Paula Cappelli, gerente de enfermagem e presidente da comissão, explica que com esse processo, a assistência ficará mais completa, sistemática e complementar, o que deve beneficiar a recuperação dos pacientes de maneira mais rápida, eficaz e eficiente. “É uma maneira de contribuir com uma recuperação mais rápida dos pacientes, realizando o diagnóstico e organizando toda assistência de acordo com os problemas encontrados”, esclarece.

Os passos para a aplicação da SAE estão definidos da seguinte forma: Coleta de Dados de Enfermagem (ou Histórico de Enfermagem); Diagnóstico de Enfermagem; Planejamento de Enfermagem; Implementação e Avaliação de Enfermagem. Com esses requisitos, a sistematização acontece de forma organizada e todos seguem uma mesma rotina. De forma simplificada, com a adesão do processo, haverá continuidade do trabalho, independente de mudança de plantão ou de equipe, pois todos estarão interligados na mesma usualidade. “Facilita tanto para o enfermeiro, quanto para o pessoal técnico realizar os procedimentos”, garante Ana Cappelli. “Trazendo um atendimento mais humanizado, segurança assistencial e melhoria de custo e benefício para a instituição”, completa.

Compartilhe

Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>