Página Principal/Notícias/Santa Casa é destaque, mais uma vez, na redução de infecções na UTI

Santa Casa é destaque, mais uma vez, na redução de infecções na UTI

A Santa Casa é um dos 119 hospitais participantes em todo o país
por , 8 de agosto de 2019

O Hospital Santa Casa de Curitiba, mais uma vez, se destacou e conseguiu alcançar as metas estipuladas pelo projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”. Desenvolvido pelo Ministério da Saúde, o programa conta com a participação de 119 hospitais públicos ou filantrópicos, como a Santa Casa da capital paranaense.

Um novo relatório foi disponibilizado pelo projeto nesta semana, que mostra a redução de infecções nas UTIs coordenadas pelo HUB Hospital Albert Einstein. Na última semana, enfermeiras do Hospital Israelita Albert Einstein (SP), que são orientadoras do projeto, visitaram a Santa Casa e elogiaram os resultados já obtidos pela unidade.

Sem título

As infecções observadas na UTI participante do hospital foram a Infecção Primária de Corrente Sanguínea associada ao Cateter Venoso Central (IPCS-CVC), a Infecção do Trato Urinário associada ao Cateter Vesical de Demora (ITU-AC).

No Brasil, a IPCS teve uma redução geral de 43%, sendo uma média de 6,5 registrada antes do projeto e, agora, com 3,5. Na Santa Casa, a média estipulada pelo grupo foi de 3,87, diminuindo atualmente em 31%, chegando a 2,61. No hospital, não são registrados casos desse tipo de infecção desde janeiro de 2019.

A ITU-AC, na Santa Casa, também foi estipulada média de 2,30 para o hospital, que alcançou nos últimos meses uma média de 0,95 – também passando a meta que era de 1,15. Desde março de 2018, essa infecção não é registrada na UTI. No país, a média era de 5,3, reduzindo em 52%, alcançando a média de 2,5. Essa redução demonstrou o maior êxito ao que se trata da meta final do projeto.

A PAV, com média nacional de 16,8 teve uma diminuição de 40%, alcançando a marca de 10,1. Na Santa Casa, a mediana atual é de 5,44. Após a implantação do programa, desde janeiro, não foram registrados mais casos como esse.

O PROJETO

O projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”, é desenvolvido em parceria com os cinco hospitais de excelência que participam do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS), sendo um deles o próprio Albert Einstein, que é o hospital referência da Santa Casa de Curitiba.  O principal objetivo é reduzir as principais infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) e será desenvolvido até outubro de 2020.

 

Compartilhe

Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>